Saiba como solicitar um cartão de transporte

Publicado por: Redação
15/10/2022 03:44 PM
Exibições: 47
O posto da Galeria dos Estados é um dos locais onde se pode solicitar os cartões | Foto: Renato Araújo/Agência Brasília
O posto da Galeria dos Estados é um dos locais onde se pode solicitar os cartões | Foto: Renato Araújo/Agência Brasília

Cartão Mobilidade e Vale-Transporte facilitam a trafegabilidade da população por meio da integração de passagens entre ônibus e metrô; até outubro deste ano, foram emitidos mais de 660 mil unidades

 

Os moradores do Distrito Federal podem se deslocar entre as regiões administrativas com mais segurança e praticidade graças ao uso dos cartões de transporte. Entre os modelos disponíveis para a população, os mais comuns são o Mobilidade e Vale-Transporte – juntos, até este mês, somam 662.086 cartões ativos.

 

Além de evitar a preocupação com troco de dinheiro, os cartões possibilitam a integração entre viagens, situação que permite o pagamento de apenas uma passagem para até três embarques em sentido contínuo e no prazo máximo de até três horas entre o primeiro e o último embarque em qualquer parada de ônibus, estações do metrô e nos terminais rodoviários. Sem a integração, o custo triplica, tendo em vista que o passageiro pagará três passagens separadamente.

 

“Se a pessoa quiser ir da parte mais extrema ao sul, que é Santa Maria, até a parte extrema norte, que é Planaltina, só paga uma passagem”, explica o secretário de Transporte e Mobilidade, Valter Casimiro. “Isso beneficia a todos, porque não há discriminação das empresas em relação ao custo conforme a distância entre as cidades; [o cartão] favorece a igualdade de condições ao buscar emprego e diminui o custo ao cidadão para chegar ao trabalho.”


A operacionalização do Sistema de Bilhetagem do DF é realizada pelo BRB desde 2019. “Assumimos com o objetivo de melhorar a experiência dos usuários e fazer a diferença na vida das pessoas”, afirma o presidente do BRB, Paulo Henrique da Costa. “Desde então, estamos trabalhando diariamente na busca por modernizar os processos e o atendimento, garantindo uma melhor prestação do serviço.”

 

Cartão Mobilidade

O cartão Mobilidade, de caráter pessoal e intransferível, é indicado a todos os usuários do transporte público, sem restrições. A primeira via é gratuita e pode ser solicitada em um posto de atendimento do BRB Mobilidade ou pelo site do Web Commerce.

 

No modo presencial, é preciso informar dados cadastrais, como e-mail e CEP, e mostrar um documento de identificação com foto. O cartão é entregue no mesmo dia. Já pelo site, todo o cadastro é virtual, cabendo ao usuário ir a um ponto físico buscar o cartão, mediante a apresentação de documento de identidade com foto.

 

Para a segunda via, o procedimento é o mesmo e tem uma taxa de R$ 5,40. O depósito pode ser feito nas agências do BRB ou do BRB Conveniência, e o comprovante de pagamento deve ser apresentado no momento da retirada do cartão. Há ainda a possibilidade de fazer o pagamento via Pix, nos postos que aceitam essa modalidade. Se houver a perda ou furto do cartão, a orientação é comunicar a situação imediatamente ao BRB Mobilidade, para o bloqueio da via.

 

Com o cartão em mãos, o usuário precisa fazer a recarga em postos de atendimento presencial ou online, nas estações do Metrô, postos do BRB Mobilidade, terminais do BRT e lojas do BRB. No formato online, a transação pode ser feita pelo aplicativo BRB Mobilidade e pela internet. As recargas online levam até três dias úteis após o pagamento para serem contabilizadas no saldo do cartão, enquanto no modo presencial o processo é automático.

 

Vale-Transporte

O cartão Vale-Transporte é um benefício entregue por empresas para os colaboradores, conforme a Lei nº 7.418/85. Ou seja, não tem natureza salarial, nem constitui base de incidência de contribuição previdenciária e de FGTS ou se incorpora à remuneração.

 

Os valores são concedidos antecipadamente para cobertura de despesas com deslocamento de ida e volta ao trabalho. O custo é dividido entre o funcionário, que tem descontado 6% do salário base, e o empregador, que quita o montante excedente. O saldo do benefício pode ser consultado pelo usuário na tela da catraca, ao usar ônibus ou metrô, e pelo site do BRB Mobilidade .

 

O cadastro dos colaboradores é feito pela empresa, neste link. Se um colaborador tiver um registro prévio, de um emprego anterior, o benefício atual é depositado no mesmo cartão. A primeira via é gratuita, enquanto, para obter a segunda, é preciso pagar taxa de R$ 5,40 ao BRB Mobilidade.

 

O pedido da primeira via é elaborado pela empresa, mas a segunda é de responsabilidade do trabalhador. Para tanto, basta pagar a taxa e ir a um dos postos retirar o cartão. O saldo presente na via anterior será transferido para a nova.

 

Por Catarina Loiola, da Agência Brasília | Edição: Chico Neto

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar

Vídeos relacionados