Os EUA bloquearam a resolução da ONU sobre o cessar-fogo em Gaza

Publicado por: Feed News
08/12/2023 21:33:20
Exibições: 64
Cortesia Editorial Pixabay/iStock
Cortesia Editorial Pixabay/iStock

Os Estados Unidos e Israel opõem-se ao cessar-fogo

 

Os Estados Unidos vetaram uma proposta de resolução do Conselho de Segurança da ONU que apela a um cessar-fogo humanitário imediato na guerra entre Israel e o grupo militante palestino Hamas. Isto é relatado pela Reuters .

O projeto de resolução, apresentado pelos Emirados Árabes Unidos, recebeu o apoio de 13 membros do Conselho de Segurança da ONU. Ao mesmo tempo, a Grã-Bretanha absteve-se, mas os EUA usaram o seu direito de veto.

 

“Não podemos simplesmente estalar os dedos e o conflito irá parar. Esta é uma situação muito, muito difícil. Não se trata de isolamento. Trata-se do fato de que, na nossa opinião, é melhor tentar acabar com este conflito o mais rapidamente possível", disse o vice-embaixador dos EUA na ONU, Robert Wood, antes da votação.

Os Estados Unidos e Israel opõem-se ao cessar-fogo porque acreditam que só beneficiará o Hamas. Em vez disso, Washington mantém uma pausa nas hostilidades para proteger os civis e permitir a libertação dos reféns feitos pelos militantes durante o ataque de 7 de Outubro a Israel.

 

Acontece que os EUA preferem a sua própria diplomacia à ação do Conselho de Segurança da ONU para garantir a libertação de mais reféns e pressionar Israel para melhor proteger os civis em Gaza.

 

Anteriormente, foi relatado que Israel rejeitou a resolução da ONU  sobre um cessar-fogo na Faixa de Gaza.

Conforme relatado, na sexta-feira, 27 de outubro, a Assembleia Geral da ONU adotou  uma resolução apelando a uma trégua humanitária  entre Israel e o Hamas. A resolução foi aprovada por maioria de votos.

A resolução foi aprovada com 120 votos a favor, 45 abstenções, incluindo Grã-Bretanha, Ucrânia, Rússia, Bulgária e Estónia, e 14 votos contra, incluindo Israel e os Estados Unidos. A Assembleia Geral votou depois de o Conselho de Segurança não ter agido quatro vezes nas últimas duas semanas.

 

Em 7 de outubro, terroristas do Hamas entraram no território de Israel vindos da Faixa de Gaza. Eles conseguiram capturar vários assentamentos, mas já à noite os militares israelenses recuperaram o controle da maior parte do território. Também retaliaram instalações militares e o quartel-general do Hamas.

 

Com informações GLAVCOM

Vídeos da notícia

Imagens da notícia

Tags:

Mais vídeos relacionados