Le Pen, seguidora de Putin, será julgada por desvio de fundos da UE

Publicado por: Feed News
08/12/2023 21:43:19
Exibições: 84
O julgamento durará de 30 de setembro a 27 de novembro de 2024, e os réus serão Marine Le Pen, seu pai Jean-Marie Le Pen e o partido União Nacional como pessoa jurídica foto de fontes abertas
O julgamento durará de 30 de setembro a 27 de novembro de 2024, e os réus serão Marine Le Pen, seu pai Jean-Marie Le Pen e o partido União Nacional como pessoa jurídica foto de fontes abertas

O esquema funcionou entre 2004 e 2016, quando Le Pen era eurodeputado

 

A líder do partido de extrema-direita União Nacional da França, Marine Le Pen, e outras 26 pessoas serão julgadas por apropriação indébita de fundos estatais como parte de um caso de uso indevido de fundos da União Europeia. Isto foi relatado pela Franceinfo com referência a fontes do Ministério Público de Paris.

O caso diz respeito à possível apropriação de fundos da União Europeia para o pagamento de assistentes aos deputados do Parlamento Europeu, que efetivamente trabalhavam para o partido “União Nacional”. O esquema funcionou entre 2004 e 2016, quando Le Pen era eurodeputado.

 

O julgamento durará de 30 de setembro a 27 de novembro de 2024, e os réus serão Marine Le Pen, seu pai Jean-Marie Le Pen e o partido União Nacional como pessoa jurídica.

Na sexta-feira, a União Nacional respondeu com um comunicado dizendo que Marine Le Pen “não cometeu nenhum delito”.

Para sua informação, o caso contra Le Pen e os seus associados decorre desde 2015, quando ela era deputada ao Parlamento Europeu, e está relacionado com suspeitas de utilização indevida de fundos da UE para pagar assistentes inexistentes.

 

Anteriormente, foi relatado que em 2014, com a ajuda do proprietário de várias empresas regionais de energia ucranianas, Marine Le Pen recebeu 9,4 milhões de euros num banco russo “para as eleições”.

 

Com informações GLAVCOM

Vídeos da notícia

Imagens da notícia

Tags:

Mais vídeos relacionados