Presidente Argentino Mudará Planos para Participar de Reunião de Paz em Bürgenstock

Publicado por: Feed News
11/06/2024 19:47:55
Exibições: 114
Divulgação/Redes Sociais/Captura de Tela
Divulgação/Redes Sociais/Captura de Tela

Presidente Argentino Atenderá Pedido Internacional e Participará de Reunião na Suíça


Mudança de Planos: Javier Milei Viajará para a Reunião de Paz em Bürgenstock

 

O presidente da Argentina, Javier Milei, surpreendeu ao decidir de última hora participar da Cúpula da Paz em Bürgenstock, na Suíça. Anteriormente, a mídia havia noticiado que Milei permaneceria no país durante os feriados nacionais, mas uma mensagem especial do presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenskyy, parece ter sido decisiva para a mudança de planos.

 

Convite Especial de Zelenskyy
Segundo o jornal Clarín, Zelenskyy enviou uma mensagem pessoal a Milei, pedindo que seu "amigo argentino" estivesse presente pelo menos na cerimônia de abertura da reunião, que ocorrerá nos dias 15 e 16 de junho. Além disso, cerca de 20 organizações argentinas, representando parte dos 500 mil ucranianos e seus descendentes no país, também peticionaram ao governo libertário para que participasse da Cúpula da Paz.

 

Apoio Internacional e Pressões
Relatos indicam que Milei não só recebeu mensagens de Kiev, mas também de Washington, solicitando sua presença na Suíça. Atualmente, a Argentina apoia dois pontos da Fórmula da Paz que será apresentada durante o evento: a segurança radiológica e nuclear, e a restauração da integridade territorial da Ucrânia.

 

Divergências e Participações
A Cúpula da Paz tem gerado controvérsias devido à ausência da Rússia, apesar de reunir representantes de 90 países, incluindo várias nações latino-americanas. A Tailândia, por exemplo, confirmou recentemente sua participação através do vice-ministro dos Negócios Estrangeiros, Russ Jalichandra, após uma visita da primeira-ministra Sretta Thavisin a Paris, onde se encontrou com o presidente francês Emmanuel Macron.

 

Expectativas para a Cúpula
A cúpula global pela paz, programada para os dias 15 e 16 de junho, espera contar com a presença de chefes de estado e de governo de todos os continentes. O objetivo é desenvolver uma posição de negociação conjunta que será apresentada à Rússia. Mais de 100 países e organizações internacionais já confirmaram sua participação na cimeira.

 

Mais vídeos relacionados